Consultório Hospital Albert Einstein Perdizes - Higienópolis

Rua Apiacás, 85 - Perdizes - São Paulo - SP  

CEP: 05017-020

Consultório Instituto de Ortopedia e Traumatologia HC-FMUSP

Rua Ovídio Pires de Campos, 333 Pinheiros

São Paulo - SP

Tel: 2151-8709

Tel: 3145-4050

O que é artroscopia?

A artroscopia trata-se de uma técnica cirúrgica minimamente invasiva já consagrada, na qual o cirurgião ortopédico consegue acessar os tendões, ligamentos e estruturas ósseas do ombro (ou de outra articulação) através de pequenas incisões na pele e com o auxílio de uma pequena câmera (chamada ótica). Pela utilização de ópticas e pinças especiais é possível visualizar todas as estruturas internas do ombro sem a necessidade de realizar grandes incisões na pele. Durante a artroscopia a articulação é preenchida com soro-fisiológico permitindo grande visualização das estruturas.

A artroscopia de ombro deixa cicatrizes?

Sim. Em geral, para uma cirurgia de ombro (reparo de lesão de manguito rotador e luxação de ombro, são necessários de de três a cinco incisões na pele, cada uma de 1 a 3 cm. São incisões muito pequenas que geralmente, desaparecem ou deixam pequenas cicatrizes.

Qual doença do ombro pode ser tratada com artroscopia?

As principais patologias do ombro que são tratadas por artroscopia são:

- lesão do manguito rotador: a ruptura dos tendões do manguito rotador são uma das principais patologias do ombro tratadas por cirurgia minimamente invasiva com resultados excelentes.

- luxação recidivante do ombro: a luxação do ombro é tratada prioritariamente por método minimamente invasivo.

- fratura do ombro: existem algumas pequenas indicações de tratamento de fratura da glenóide e tuberosidades por artroscopia

- luxação da articulação-acrômio clavicular: a LAC pode ser tratada por método convencional (aberto) ou artroscópico com resultados semelhantes. Ainda não há na literatura médica atual dados que privilegiem um método ao outro.

Vou sentir muita dor após a cirurgia?

A artroscopia é uma técnica cirúrgica minimamente invasiva, que se utiliza de pequenas incisões na pele através das quais com o auxílio de micro-câmeras e pinças especiais o cirurgião-ortopédico consegue corrigir os problemas no ombro do paciente. É uma técnica já consagrada e muito utilizada pois o paciente sente menos dor no pós-operatório que técnicas convencionais, menor número de complicações e recuperação mais rápida.